quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Rendas

Tem coisa mais charmosa e delicada do que uma renda?
A maioria das noivas hoje em dia opta por vestidos com rendas, e hoje estou aqui para falar sobre alguns tipos de rendas.

A renda foi introduzida na corte européia por Catarina de Médici, e daí em diante passou a atrair os holofotes de toda a nobreza.

A origem da renda é árabe, mas passou a ser muito produzida na Europa, principalmente na França e hoje em dia o lugar onde mais se produz rendas é no norte da França - Saint Pierre des Calais. Aqui no Brasil em muitos lugares do nordeste existe uma grande produção de renda, principalmente pelas mulheres dos pescadores.




Renda Chantilly - É a mais fina e umas das mais nobres rendas, pode chegar a um preço altissimo. A mistura de fios que a compõe faz com que ela tenha um caimento perfeito.





Renda Guipure - É uma renda mais grossa, feita em pontos de túnel e formada através de arabescos unidos por fio finos, é feita normalmente de algodão ou linho.


Renda Renascença - É uma das mais valiosas rendas, é feita com agulha de costura e à mão. Se for feita com fios naturais como seda e linho vale mais ainda.

Renda Richelieu - Lembra um delicado crochet bem delicado e é formada em tela, com desenhos em relevo e em bico.


Renda Soutache - Feita a partir de materiais sintéticos, é uma renda em alto relevo e dupla, apesar do tecido de base ser muito fino, ela tem um caimento pesado sendo ideal para barras e punhos.

Gostou? Então renda-se e escolha a melhor opção para seu vestido!


Nenhum comentário:

Postar um comentário